Os 5 erros mais comuns no uso de lentes de contacto

I

Actualidade

I

Por

Nos dias de hoje nem toda a gente gosta de utilizar óculos, e é justamente por isso que as lentes de contacto são uma excelente opção, quer para quem não se adapta muito bem aos óculos, quer para quem simplesmente pretende variar no seu visual.  

Existem vários tipos de lentes de contacto: as de abordagem terapêutica, que se utilizam após a realização de cirurgias oculares ou no tratamento de doenças nos olhos; as de correção diária, quinzenal ou mensal; as lentes semi-rigídas ou hidrófilas; as reutilizáveis ou descartáveis. 

Práticas, confortáveis e seguras, as lentes de contacto simplificam a rotina de quem as utiliza, mas para que cumpram o seu objetivo da forma mais eficiente é necessário que sejam evitados alguns erros na sua utilização. Os riscos associados ao uso de lentes de contacto só se transformam num problema a partir do momento que as recomendações dos especialistas e dos fabricantes não são seguidas de forma correta. Descubra agora com a CECOP os 5 erros mais comuns a evitar na utilização de lentes de contacto. 

  1. Dormir com lentes de contacto 

Este é um dos erros mais graves aquando o uso de lentes de contacto. Nunca em circunstância alguma deverá dormir com as suas lentes, pois poderá desenvolver infeções oculares graves. Quando está a dormir os olhos estão obviamente fechados, havendo uma menor oxigenação ocular, que pode provocar úlceras na córnea e contribuir para a diminuição da qualidade da visão.  

Caso não saiba, existem lentes de contacto noturnas de utilização prolongada, que não necessitam dos cuidados de manutenção e de limpeza diários. Estas lentes de contacto são recomendadas para quem viaja muito, para pessoas que durante o dia dormem algumas horas ou para quem necessita de um maior conforto ocular, através da utilização prolongada das lentes. Se optar por este tipo de lentes deverá consultar um especialista da visão capaz de aconselhar a melhor solução para si. 

  1. Prazo fora de validade 

O cumprimento do prazo de validade das suas lentes de contacto é um fator crucial. Se utiliza lentes diárias, não as continue a usar mais um ou dois dias depois do prazo estipulado para a sua utilização, pois é certo que a correção do problema de visão deixará de ter eficácia. 

Cada lente tem um período de vida útil, por isso não adianta “economizar”, quando isso lhe poderá trazer mais problemas que benefícios. Mesmo que as lentes fora de prazo ainda não incomodem, deverão ir para o lixo, pois há o risco de começarem a acumular resíduos que impedem a passagem de oxigénio, levando a edemas infeções ou, tal como já referimos, úlcera na córnea.  

  1. Má higienização  

Sabia que é importante trocar o estojo das lentes de contacto de 3 em 3 meses para evitar acumulação de microrganismos que causam lesões e infeções nos seus olhos? Pois é, esta é uma das recomendações que a CECOP lhe dá para manter uma boa higienização das suas lentes de contacto. Além disso, é importante higienizar todos os dias as lentes com o líquido especial para o efeito, numa caixa específica, durante o período mínimo de 4 horas. Caso queira tornar este processo mais simples, poderá sempre optar pelas lentes diárias. 

É importante ressalvar que antes de ter qualquer contacto com as lentes deverá lavar bem as suas mãos, para não as contaminar com possíveis resíduos. 

  1. Falta de cuidados no uso de maquilhagem  

Se utiliza maquilhagem deverá ter cuidados redobrados quando manusear as suas lentes de contacto. A regra de ouro aqui é retirar as lentes antes de utilizar o desmaquilhante, impedindo que o produto entre em contacto com a lente, e que haja uma possível contaminação com os seus químicos. O reverso é colocar as lentes de contacto sempre antes de aplicar a maquilhagem.  

Na escolha dos seus produtos de maquilhagem deverá optar por produtos hipoalergénicos e isentos de óleos, onde existe menos risco da tal “contaminação” química ou de embaciamento das lentes. Além disso, é importante evitar pintar a linha de água de forma frequente, de maneira a impedir o contacto diário dos produtos com as lentes de contacto.   

  1. Não descansar os olhos 

Tal como o resto do corpo, também os olhos devem ter o seu período de descanso ao longo do dia. O uso prolongado de lentes de contacto não é saudável, mesmo que as lentes sejam super desenvolvidas e por maior oxigenação que o olho possa ter com elas, o descanso ocular é sempre essencial. Porque não chegar a casa depois de um longo dia e substituir as suas lentes de contacto pelos seus óculos?  

Etiquetas

También te puede interesar

Um dos principais segredos para o sucesso de qualquer negócio é perceber o perfil do cliente, e as óticas não fogem à regra!   Saber quem são os seus clientes, do que precisam, quais são os seus gostos e comportamentos de compras, irá fazer com que a comunicação da sua ótica seja mais assertiva. Consequentemente […]

Viajar pode ser muito mais do que descanso e uma pausa da rotina de trabalho. É também a oportunidade única de expandir horizontes, não só a nível pessoal como profissional.   Já imaginou o quão enriquecedor seria embarcar numa viagem com colegas de profissão, neste caso no ramo da ótica? Esta experiência pode ser um verdadeiro […]

Quantas vezes já ouviu ou lhe contaram “verdades” sobre a utilização de óculos ou de lentes de contacto? Com certeza que já ouviu que as lentes de contacto podiam ir para trás dos olhos, ou até que os óculos de sol são apenas para dias de sol, e mesmo até que é muito difícil fazer […]

Únete a CECOP

y descubre cómo rentabilizar al máximo tu negocio