Óculos de sol… Quem os criou e quais foram os primeiros modelos?

  • Home
  • Blog
  • Óculos de sol… Quem os criou e quais foram os primeiros modelos?

Existe apenas um acessório essencial no Verão: os óculos de sol.  Cores, formas e modelos diferentes enchem as praias e cidades todos os verões. Hoje na CECOP queríamos saber um pouco mais sobre a origem dos óculos de sol e, especialmente, quais são os primeiros modelos conhecidos…

Tem alguma ideia?

Isto foi o que encontrámos…

Nem mesmo a eterna Wikipédia concorda com a invenção ou os primeiros vestígios documentados do aparecimento de óculos de sol.

Ao contrário da crença popular, os óculos de sol não foram originalmente inventados para proteger os olhos dos raios solares, os óculos de sol tiveram a sua origem por volta do século XII na China. Foi o primeiro lugar onde foi desenvolvida uma tecnologia para fumar cristais de quartzo a fim de os escurecer, cujo objetivo era que os juízes chineses escondessem os seus olhos e expressões faciais em tribunal para esconder quaisquer pistas do veredicto final, que foi dado, naturalmente, no final do julgamento.

Sabe-se também que foram os Inuit os primeiros a usar óculos de neve para proteção dos olhos. Foram criadas por culturas árticas há alguns milénios para evitar queimaduras nos olhos causadas pelo reflexo do sol na neve. E foram esculpidas a partir de osso ou chifre, sem lente, concebidas para reduzir a quantidade de luz que chega aos nossos olhos.

O século XV. Itália.

Saltamos para a Itália do século XV. Enquanto em Espanha se esforçavam por governar sem que o sol se pusesse, há provas de que a Itália começou a fazer experiências com lentes verdes para melhorar a visão dos deficientes visuais. O vidro verde melhorou o contraste dos objetos, o que aumentou a acuidade visual para aqueles que usavam estes óculos.

Mas não lhes podíamos chamar óculos de sol, pois não? Bem, não é realmente claro, porque em Veneza, Goldoni (o que recebe o seu nome pelas  gôndolas venezianas) usou um tipo semelhante de óculos de sol para melhorar a sua visão e reduzir o impacto dos reflexos do sol sobre as águas dos canais.

1730 As patilhas

O ótico inglês Edward Scarlett é creditado com a moldura como a conhecemos hoje, onde as duas lentes foram unidas por uma moldura metálica mantida no lugar pelas orelhas. Até então, todas as lentes utilizadas como elementos óticos eram fixadas por meio de cordel, couro, arcos e afins.

O mundo moderno: 1929

Foi só em 1929 que Sam Foster, fundador da Foster Grant Company, vendeu o seu primeiro par de óculos de sol na costa do oceano em Atlantic City, Nova Jersey.

A rápida evolução no design e na forma significou que a invenção foi rapidamente absorvida pela indústria cinematográfica da época, que via o novo elemento como uma forma de descansar os olhos das filmagens intermináveis e dos poderosos holofotes.

Os arcos de luz eram tão brilhantes que cegavam literalmente os atores assim que os poderosos holofotes eram ligados. Então Marylin, Gloria Swanson e outras estrelas começaram a trazer o gadget para as casas do resto de nós, aparecendo nas primeiras páginas e em entrevistas com as molduras peculiares, tornando-as num objeto de desejo para as mulheres (e homens) que tinham a velha Hollywood como o seu leal estilo de vida.

Óculos polarizados: 1936

Embora os óculos de sol modernos não tenham sido inventados até 1929, parece que as suas «filhas» polarizadas não tiveram de esperar muito tempo. Graças a Edwin H. Land (fundador da Polaroid), uma empresa com a qual estou certo que está familiarizado, Ray Ban, começou a utilizar filtros polarizados. Estes óculos que vieram e permanecem daquela época são o aviador, um ícone da época, sem qualquer dúvida.