O segredo para o planeamento financeiro da sua ótica em 2024

  • Home
  • Blog
  • O segredo para o planeamento financeiro da sua ótica em 2024

O final do ano aproxima-se e é altura de preparar o caminho para o sucesso de 2024. Um dos pontos principais para a sua ótica prosperar é um bom planeamento financeiro, que ajude a direcionar os investimentos, a perceber que áreas merecem atenção e as metas a percorrer.  

Através do planeamento financeiro a sua ótica irá ter mais sustentabilidade, crescimento e manter o sucesso a longo prazo.  

Acompanhe-nos neste artigo, onde exploraremos a importância do planeamento financeiro no seu negócio e tudo o que deve considerar para entrar com o pé direito em 2024. 

A importância do planeamento financeiro na ótica 

Não ter um planeamento financeiro na sua ótica é como estar perdido sem qualquer tipo de mapa ou bússola. O planeamento financeiro é um roteiro que permite ter uma visão clara das finanças do negócio, fazendo com que tome decisões mais informadas e estratégicas. 

Algumas das vantagens do planeamento financeiro são:  

  • Redução de riscos 
  • Maior eficiência nos investimentos 
  • Identificação de setores-chave da ótica 
  • Previsão de receitas e lucro 
  • Maior competitividade no mercado 
  • Segurança financeira contra imprevistos 

Ao compreender como entra e sai o dinheiro da sua ótica, poderá identificar possíveis oportunidade e ameaças. Isto otimiza os seus recursos e fortalece a capacidade da ótica em se adaptar às mudanças do mercado, garantindo uma posição financeira estável. 

Pontos importantes no planeamento financeiro 

Existem 5 pontos fulcrais que deve de considerar no planeamento financeiro da sua ótica. Veja aqui! 

1- Gastos na manutenção do negócio 

Antes de iniciar qualquer projeção financeira futura para a sua ótica, calcule quais são os gastos na manutenção nas várias operações do negócio. As despesas destas operações são essenciais para a ótica funcionar. Fique com alguns exemplos:  

  • Custos de aluguer 
  • Fornecedores 
  • Salários 
  • Luz 
  • Água 

Verifique quais são as despesas na manutenção do seu negócio e adicione os valores. Apenas assim irá perceber a média mensal/anual que precisa de guardar para esses gastos.  

2- Impostos 

Este é um dos passos mais importantes, já que, no caso de incumprimento, pode envolver multas e juros. Saiba que impostos tem de pagar ao Estado e o valor de cada uma dessas obrigações fiscais.  

Algumas destas obrigações são o IRC (Rendimento das Pessoas Coletivas), o IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado) e as Contribuições à Segurança Social. Poderá ter outros impostos caso tenha por exemplo um carro, imóveis ou créditos associados ao seu negócio de ótica. 

Dependendo do regime tributário do seu negócio, a percentagem e forma de pagamento de cada imposto irá variar. Informe-se com um contabilista e mantenha-se longe de problemas fiscais, que comprometam a estabilidade financeira da ótica. 

3- Investimento em marketing 

O investimento em estratégias de marketing é muitas vezes esquecido no planeamento financeiro. Nenhum negócio consegue prosperar sem divulgar os seus serviços e produtos, visto que só assim poderá garantir que novos clientes e manter os antigos. 

Existem vários canais que pode utilizar na sua estratégia de marketing, como a rádio, panfletos, redes sociais, presença em eventos ou até outdoors. Considere de forma sábia o investimento em média para cada uma destas estratégias. 

Ainda não executou nenhuma das estratégias de marketing que gostaria? Se foi por falta de recursos, defina um valor a guardar até ser capaz de pôr em prática essas estratégias.   

4- Metas de vendas 

Tão importante como calcular os gastos, também é importante considerar no planeamento financeiro a meta de vendas a alcançar no negócio.  

Acompanhe de forma recorrente o histórico de vendas para descobrir o padrão dos últimos meses e identificar onde pode melhorar, a fim de traçar objetivos de venda na ótica realistas.  

Recomendamos que estabeleça uma percentagem específica a atingir, como por exemplo aumentar 10% de faturação em relação ao trimestre anterior, tornando-se assim numa métrica mais fácil de acompanhar.  

5- Simulação de cenários 

Por último, mas não menos importante, algo que tem de incluir no planeamento financeiro da sua ótica é definir que postura que irá ter perante diferentes cenários económicos.  

Os imprevistos acontecem e nada melhor que estar preparado para lidar com os momentos de crise de forma eficaz. O maior exemplo disso foi a pandemia do covid-19, que obrigou inúmeras empresas a adaptarem-se rapidamente ao difícil panorama económico. 

A regra aqui é fazer o planeamento financeiro para cenários positivos e negativos, permitindo ao seu negócio prosperar e sobretudo sobreviver a qualquer obstáculo. 
 

Agora que já sabe o que considerar no planeamento financeiro da sua ótica, com certeza que estará mais bem preparado para encarar o novo ano que se aproxima. Boa sorte!