6 Mitos sobre os óculos e lentes de contacto 

I

Actualidade

I

Por

Quantas vezes já ouviu ou lhe contaram “verdades” sobre a utilização de óculos ou de lentes de contacto? Com certeza que já ouviu que as lentes de contacto podiam ir para trás dos olhos, ou até que os óculos de sol são apenas para dias de sol, e mesmo até que é muito difícil fazer a manutenção das lentes de contacto. 

Avisamos já que todas estas afirmações que leu são mitos! Provavelmente estes mitos até chegaram a impedi-lo de experimentar lentes de contacto ou chegaram a prejudicar a sua saúde ocular. 

Para que não haja dúvidas, reunimos os 6 mitos mais comuns sobre óculos e lentes de contacto. Vamos combater a desinformação ocular!  

Óculos graduados 

Mito 1- “Os óculos de sol são apenas para dias de sol” 

Atualmente a tecnologia de óculos de sol é desenvolvida o suficiente para os óculos serem apenas utilizados em dias de sol. 

As lentes polarizadas, além de ajudarem a reduzir o brilho e a protegerem contra os raios UV dos dias de ensolarados, também ajudam em dias chuva e de neve, onde existem bastantes reflexos que podem danificar a visão.  

Não se esqueça de comprar os seus óculos de sol numa ótica certificada, as imitações podem ser perigosas para os seus olhos, já que não têm os filtros de proteção adequados. 

Mito 2- “Usar óculos ajuda a diminuir a graduação. Não usar óculos aumenta a graduação” 

A principal função dos óculos graduados é dar um maior conforto à visão, conseguindo auxiliar no problema de visão e normalizar a visão do utilizador. Mas infelizmente os óculos ainda não conseguem diminuir a graduação. 

Além disso, a graduação não aumenta porque não utiliza óculos. O máximo que pode acontecer é sentir dor de cabeça, tonturas, lacrimejar ou vermelhidão nos olhos.  

No entanto há problemas de saúde ocular, muito específicos, que podem interferir no aumento da graduação, como é o caso da ambliopia, que é provocada pela falta de utilização de óculos quando a criança necessita. 

Mito 3- “Os óculos graduados têm um período de validade” 

Os óculos graduados não têm um período de validade, apenas precisam ser trocados devido ao desgaste de utilização ou à mudança de graduação. 

Para saber se precisa de atualizar a sua graduação, deve de consultar anualmente um especialista de ótica. Caso surjam antes sintomas de vista cansada, dores de cabeça, visão embaciada, comichão ou vermelhidão ocular, deverá consultar imediatamente um profissional. 

Lentes de contacto  

Mito 1- “A lente pode “perder-se» atrás do olho” 

Este é um dos maiores medos para quem quer utilizar lentes de contacto. As lentes de contacto movem-se nos olhos, mas é impossível que deslizem para trás e se percam. 

No globo ocular existe uma membrana fina que reveste a parte branca do olho e que impede que objetos estranhos entrem no fundo do olho. 

Garantimos que o máximo que pode acontecer é as lentes entortarem à frente ou irem para baixo das pálpebras. 

Mito 2- “Crianças e adolescentes não podem usar lentes de contacto” 

Crianças e adolescentes podem utilizar lentes de contacto, recomendando iniciar entre os 10 e 12 anos. É importante que os pais ou responsáveis avaliem se a criança ou jovem tem a maturidade para colocar, remover e higienizar as lentes de contacto. 

Algumas das vantagens da utilização de lentes de contacto em crianças e adolescentes são: 

  • Menor probabilidade de se perderem ou estragarem, quando comparadas com os óculos; 
  • As lentes de contacto são fáceis de substituir; 
  • São excelentes para o desporto, já que as lentes de contacto permitem que se consiga ver todos os ângulos. 

Mito 3- “É difícil higienizar as lentes de contacto” 

A manutenção das lentes de contacto é bastante simples, apenas varia conforme o tipo de lente. Existem as lentes de contacto maleáveis e as lentes de contacto rígidas.  

Atualmente quase todas as lentes de contacto são maleáveis e podem ser:  

  • Diárias: não exigem qualquer tipo de manutenção, bastando deitar fora e colocar lentes de contacto novas. 
  • Quinzenais, mensais e anuais: apenas exigem uma solução única, que limpa e conserva a lente durante o tempo que não é utilizada.  

Nas lentes de contacto rígidas normalmente é utilizado um líquido para limpar e outro para conservar, mas já existe a junção dos dois líquidos, que permite criar uma solução única. 

O ideal é perguntar ao seu especialista de ótica a solução que é mais adequada ao seu caso em específico. 

E vocês, qual era o mito que achava ser verdade? 

Etiquetas

También te puede interesar

Viajar pode ser muito mais do que descanso e uma pausa da rotina de trabalho. É também a oportunidade única de expandir horizontes, não só a nível pessoal como profissional.   Já imaginou o quão enriquecedor seria embarcar numa viagem com colegas de profissão, neste caso no ramo da ótica? Esta experiência pode ser um verdadeiro […]

Uma das melhores estratégias para os óticos acompanharem a constante evolução da indústria é apostarem no seu conhecimento. Cursos, formações ou eventos são algumas das opções que podem enriquecer tanto a nível profissional como interpessoal.  Na CECOP desenvolvemos o CECOP Evolution, um programa de formação completo, de desenvolvimento empresarial, com o objetivo de ajudar a […]

A Primavera chegou! Com esta estação, as temperaturas sobem e os dias ficam mais longos, podendo surgir alguns desafios para a saúde ocular.   Alguns dos principais problemas da estação é a exposição dos olhos a alergénios, a mudança de temperatura e o aumento da intensidade da luz solar. Estes fatores podem contribuir para o aumento […]

Únete a CECOP

y descubre cómo rentabilizar al máximo tu negocio